Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Menina nasce com joelhos invertidos – oito anos depois, ela volta ao hospital e deixa a todos sem palavras

Quando Addie Bryan tinha oito anos em 2015, ela teve em mente um jeito muito especial de comemorar seu aniversário.

A menina queria doar dinheiro para a Texas Scottish Rite em Dallas.

Ela queria dizer “obrigado” ao hospital que a ajudou a superar tantos obstáculos.

E graças à generosidade de sua comunidade e até de estranhos, a Addie conseguiu entregar um cheque que deixou a equipe do hospital sem palavras.

Aguarde até ver o tamanho do cheque…

Addie nasceu com a síndrome de Larsen, uma malformação congênita que afeta as articulações, mãos, pés e rosto.

A síndrome é extremamente rara – ocorre em aproximadamente 1 em cada 100.000 bebês.

“Quando ela nasceu, seus joelhos estavam trocados, suas pernas estavam para o alto e tinha displasia do quadril e tinha os pés tortos”, disse a mãe de Addie, Julie Bryan, para o WFAA.

A menina de Julie tinha apenas uma semana de idade quando já estava engessada para reparar as pernas.

Até completar oito anos, Addie usou quase 70 gessos.

“Nós não sabíamos se ela iria andar, se iria poder correr. Não sabíamos de nada”, lembra Julie.

Mas, graças ao trabalho árduo de Addie e seus médicos, a menina conseguiu se recuperar da síndrome. Ela logo poeria correr e brincar com seus amigos.


Todos os dias, ela ganhava as batalhas no seu desenvolvimento. Ela já conseguia fazer coisas que pareciam impossíveis quando tinha apenas alguns dias de idade.

No verão, pouco antes de seu aniversário de oito anos, Addie ficava de pé em uma rua movimentada da sua cidade natal, Rockwall, no Texas.

Todas as manhãs e todas as tardes.

“Eu apenas segurava um cartaz que dizia: Para o meu aniversário, eu quero levantar US$ 8 mil para o Scottish Rite Hospital. ”

Addie pedia às pessoas que fizessem doações ao hospital.

Ela, que espera que o dinheiro seja utilizado em moldes e muletas para outras crianças, estava bem encaminhada para chegar ao montante quando a mídia local prestou atenção na sua história.

À medida que mais pessoas ouviram sobre o objetivo de Addie, as doações chegavam aos montes.

De acordo com o WFAA, Addie já estava a meio caminho da meta, tendo arrecadado US$ 4.500 para o hospital.

“Eu pensei, ‘Uau, isso é muito dinheiro’”, disse Addie à WFAA.

Mas as doações não paravam de chegar. O montante de dinheiro cresceu rapidamente graças à ajuda de pessoas em todo o país.

Muitas doações anônimas chegaram ao hospital, incluindo um cheque de US$ 50.000 de um doador!

Stephanie Brigger, vice-presidente de desenvolvimento do Scottish Rite Hospital, disse que ficou “sem palavras” quando viu o cheque.

Ela contou ao WFAA que o dinheiro que o Addie doou fornecerá moldes e próteses para crianças no hospital por muitos anos ainda.

“Todas as crianças vão ser felizes e poderão sair do hospital mais rápido”, disse Addie.

Addie é verdadeiramente uma garota incrível e especial que prova que nada é impossível.

Espero que isso inspire a todos como ela me inspirou. É uma coisa incrível de fazer beneficiando tantas vidas!

Compartilhe esta história no Facebook se você acha que deve haver mais histórias positivas por aí!

Postado por Newsner. Por favor, curta.