Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Aos 65 anos, já com 13 filhos e sete netos, mulher faz ultrassom e descobre algo que os médicos nunca tinham visto

Annegret Raunigk ganhou fama global em 2005, quando se tornou a mãe mais velha da Alemanha. Aos 55 anos, ela deu a luz a uma pequena garota.

No mesmo ano, Annegret, que havia trabalhado como professora, se aposentou. Ela teve 13 filhos de cinco pais diferentes.

Mas esta mãe logo seria notícia novamente, depois de engravidar uma vez mais — desta vez aos 65 anos.

A gravidez foi chamada de irresponsável por médicos e especialistas. No entanto Annegret se manteve firme e insistiu em levar a gravidez até o fim.

E não foi apenas a idade dela que surpreendeu os médicos na hora do ultrassom…

Hoje, a professora Annegret Raunigk não é apenas uma mãe de 17 filhos, ela também é uma avó de outras sete crianças.

Há pouco mais de 10 anos, ela se tornou conhecida por ter um bebê aos 55 anos. Sua gravidez provocou um grande debate na Alemanha.

Annegret respondeu dizendo que ela se mantinha em boa forma durante a gravidez.

Ela também acredita que todos devem poder viver a vida que escolheram e ter controle sobre seu próprio corpo.

Em 2015, Annegret voltou às manchetes, quando revelou que esperava quádruplos aos 65 anos.

Os médicos mal podiam acreditar no que viam no ultrassom — mas mais chocada ainda ficou a própria Annegret.

Nunca em seus sonhos mais loucos poderia ter imaginado que estava carregando quatro bebês.

Depois de fazer uma fertilização in vitro na Ucrânia, a mãe solteira deu à luz em um hospital em Berlim. Segundo o médico, o parto foi “surpreendentemente fácil”.

Os bebês, três meninos e uma menina, nasceram por cessariana na 26ª semana.

A gravidez não pode ser levada até o fim, uma vez que os médicos consideraram que o útero de Annegret talvez não fosse capaz de lidar com a pressão.

Apesar de algumas complicações durante os primeiros meses após o nascimento, as quatro crianças e a mãe deixaram o hospital após um curto período de observação.

Os bebês recuperaram-se bem e hoje são pequenos saudáveis ​​e felizes!

A feliz mamae voltou para casa junto a sua filha de 10 anos, Leila, que ficou muito feliz por conhecer seus irmãos recém nascidos.

Annegret agora é mãe de 17, o mais velho tem 46 anos.

Falando sobre a gravidez histórica, Annegret explicou que sua filha, Leila, tinha plantado a idéia em sua mente.

Leila disse: “Eu quero um irmão ou uma irmã!”, de acordo com Daily Mail.

Muitos se perguntam se é realmente bom se tornar mãe para crianças em uma idade tão avançada.

“Se você fica fofocando sobre outra pessoa, você não tem uma vida particularmente interessante, então não me interessa”, diz Annegret à RTL.

Seus filhos também deram a Annegret Raunigk sete netos, alguns dos quais são até mais velhos do que alguns de seus próprios filhos.

Para uma mulher de 70 anos com uma filha adolescente e quatro bebês, Annegret ainda consegue se manter calma e tranquila – o que é impressionante!

“Eu não estou preocupada. Eu me mantenho saudável e em boa forma. Tenho experiência suficiente, então nada de novo para mim”, diz ela.

Annegret planeja se mudar de Berlim para a pequena cidade de Hoexter, em Nordrhein-Westfalen, onde comprou uma casa muito maior.

E quem tem o direito de dizer que esta família não está bem? O mais importante é que as crianças se sintam bem e tenham uma boa educação.

O que você acha de ter filhos a esta idade? Por favor, divida seus pensamentos abaixo nos comentários.

Curta e compartilhe este artigo se desejar a esta família tudo de bom para o futuro!

Publicado por Newsner. Por favor, curta.