Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Contra todas as probabilidades, jovem mãe sem músculos dá à luz bebê saudável

Todo mundo que tem filhos sabe que nem sempre é uma tarefa fácil.

É um trabalho 24/7 que requer amor, sacrifício e muitas noites sem dormir.

Mas para alguns pais, o desafio é maior do que a maioria de nós sonha imaginar.

Para Sheree Psaila, de 22 anos, cuidar de seu filho é muito difícil, porque ela nem é suficientemente forte para carregá-lo ou segurá-lo.

“Às vezes ele vai chorar e não consigo pega-lo”, disse Sheree ao Daily Mail. “Eu tenho que esperar que alguém o pegue por mim”.

O motivo? Sheree tem uma doença genética rara que a deixa sem tecido muscular em seus braços e pernas.

Apesar das dificuldades, o fato de que Sheree foi capaz de dar à luz é algo como um milagre.

Veja abaixo a sua incrível e inspiradora história:

Sheree Psaila passou a vida inteira desafiando as expectativas daqueles à sua volta.

Isso porque ela nasceu com uma doença extremamente rara chamada artogripose múltipla congênita (AMC)  que  a deixa sem tecido muscular nos braços ou pernas.

Para ela, foi sempre uma batalha árdua – nem mesmo profissionais de saúde acreditavam nela no início. Eles até advertiram os pais de Sheree de que ela não chegaria a seu primeiro aniversário.

 

Determinação implacável

Após 20 cirurgias falhadas, os médicos informaram a Sheree que ela teria que passar a vida em uma cadeira de rodas. Mas Sheree não quis deixar que ninguém mais decida seu destino.

Com cinco anos, Sheree já estava determinada a não permitir que os bullies e as baixas expectativas a impedissem de viver sua vida ao máximo.

Enquanto cursava a universidade, ela conheceu seu marido, Chris. Ele também tem uma doença hereditária que afeta a parte inferior da coluna vertebral.

Sheree e Chris se casaram em março de 2015 e estavam ansiosos para tentar começar uma família.

Infelizmente, Sheree teve um aborto espontâneo. Mas depois de processar todo o sofrimento, o casal tentou novamente.

“Os médicos me disseram que provavelmente não seria capaz de ter filhos, embora não me dessem uma razão por que não”, disse Sheree ao Daily Mail.

 

O milagre

Uma vez que Sheree tem apenas 1,22m de altura, os médicos achavam que seria um milagre ela ter um bebê.

Mas eles logo teriam um grande choque.

Depois de mudar para Melbourne com Chris, Sheree deu à luz um filho através de uma cesariana.

O menino, Hayden, pesava 2,5 kg quando nasceu, o que é bom considerando as circunstâncias.

Hayden não possui deficiências ou doenças hereditárias, algo que Chris e Sheree se preocuparam.

Eu acho que todos concordam que Hayden é um milagre e a vida de Sheree é uma prova de força e vontade.

Sheree e Chris enfrentam mais desafios do que a maioria dos pais, mas juntos, mostram que o amor supera tudo.

Por sua falta de músculos, Sheree tem dificuldade em levantar Hayden e mal consegue acompanhá-lo dele.

Felizmente, ela tem a ajuda de um cuidador em cinco dias por semana. Mas é Chris quem carrega a maior carga.

“Quando vamos nadar, eu queria poder brincar com ele na piscina e fazer tudo o que Chris faz”, diz Sheree.

Mas, apesar da luta diária, Sheree ama ser mãe de um menino feliz e saudável.

Ela continua os estudos e a viver seu sonho, mesmo que as deficiências estejam sempre presentes.

Quando leio histórias como essa, fico convencido de que as mães são as pessoas mais fortes da Terra.

Por favor, compartilhe esta história se você também acha que o pequeno Hayden é um verdadeiro milagre!