Menino luta pela vida após acidente: no leito de morte do filho, mãe toma decisão com enorme consequência

Em algum lugar na Austrália, uma criança acabou de sair do hospital com um novo coração – tudo graças a Riley Moon.

Há também um bebê que recebeu um novo fígado e uma segunda chance de vida – novamente, graças a Riley Moon.

Um homem recentemente foi para casa com um novo rim e um novo pâncreas, graças a Riley Moon.

Riley Moon era como qualquer outro garoto de 10 anos. Ele morava com a família em Canberra, na Austrália, e fazia todas as coisas que os meninos dessa idade costumam fazer.

Mas embora ele possa ter sido como qualquer outra criança da sua idade, Riley era diferente. Riley será lembrado para sempre.

Como o filho do meio em sua família, Riley era um bom mediador. Segundo sua mãe, Jo, ele via as coisas de várias perspectivas.

Com uma irmã de 16 meses mais velha e um irmão de 23 meses, a vida em casa era muitas vezes cheia de agitação.

Riley era um garoto independente que adorava levar seu cachorro Ziggy para passear pela vizinhança. Ele também era atleta e adorava jogar futebol, embora recentemente tivesse decidido dar uma chance ao rúgbi.

No dia 23 de fevereiro deste ano, ele pegou sua scooter para ir a casa de um amigo. Na volta, Riley correu para se juntar a sua família para uma sexta-feira à noite na TV.

Tudo parecia normal, particularmente porque passar tempo com sua família era tudo para Riley.

Só que esta não era uma noite como outras. Infelizmente, em sua excitação para chegar em casa, Riley se envolveu em uma colisão séria com um carro.

Quando Jo chegou ao hospital e falou com os paramédicos, percebeu que a perspectiva era sombria.

Apesar de usar um capacete, Riley sofreu ferimentos graves em sua cabeça durante a colisão. Isso deixou a família com grandes decisões a tomar.

Tendo sempre sido defensores da doação de órgãos, Jo e seu marido Geoff decidiram doar os de Riley para outras pessoas. Eles imaginaram que seria o que Riley iria querer, sendo o garoto gentil, generoso e carinhoso que era.

Para Jo, isso ajudou a dar um significado à morte de Riley. Ela disse que a tragédia “parece um pouco menos inútil… um pouco menos sem sentido”.

Claro, o momento é crítico quando se trata de doações de órgãos. A cirurgia atrasou quando o mau tempo manteve o helicóptero de transporte aterrado, mas isso deu a Jo um precioso tempo extra com seu filho.

No fim, a família deu a luz verde. E tudo correu conforme o planejado.

Graças à decisão, três pessoas agora podem ter uma segunda chance na vida.

Jo admitiu que foi uma decisão incrivelmente difícil e pessoal, mas que ajudou sua família a lidar com a perda de Riley.

“Isso nos dá um pouco de esperança, sabendo que nosso menino lindo e forte vive a vida dos outros”, disse ela, de acordo com a 9News.

Só na Austrália, 1.400 pessoas por ano esperam por doações de órgãos. Eles têm 5% de chance de morrer antes que consigam o que precisam.

Por isso, um doador pode potencialmente salvar até dez vidas, dando seus órgãos para aqueles que precisam desesperadamente deles.

O funeral de Riley foi realizado na quinta-feira passada, mas no início da semana seus amigos, professores, companheiros de escotismo e outros se reuniram em sua escola para celebrar sua vida.

Riley cresceu em uma comunidade unida e por isso a grande maioria das pessoas sabia quem era. Obviamente, eles foram afetados também.

“Eu queria que as crianças soubessem que o luto não tem que ser um soluçar incontrolavelmente em seu quarto sozinho. Ele pode ser compartilhado e vocês podem se apoiar mutuamente”, disse Jo.

Muitas pessoas dizem que gostariam de doar seus órgãos após a morte, mas o fato triste é que poucos viram doadores.

Pessoalmente, eu não pude deixar de me emocionar pela história de Riley e como esse menino notável viveu.

Tomar a decisão de doar partes de seu corpo não foi fácil para seus pais, mas ajudou a salvar a vida de várias pessoas e é algo caloroso para se agarrar no meio de toda a tristeza.

Tenho certeza de que as pessoas que tiveram outra chance de vida serão eternamente gratas a Riley. Por favor, compartilhe se você também se emocionou com esta história!