Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Pai faz memorial ao filho em segredo – 13 anos depois, recebe bilhete de bilionário

Não acredito que ninguém seja capaz de encerrar completamente o luto pela morte de um membro da família. E, por mais que você não possa reencontrar fisicamente a pessoa amada ao visitar seu túmulo ou memorial, ao menos você consegue sentir sua presença por alguns momentos.

Ray Olson perdeu o filho em 2003, num acidente de carro em Richmond, na Califórnia. Como o terreno pertencia à empresa multibilionária Chevron, Ray tinha certeza de que nunca o deixariam erguer um memorial – e por isso nem chegou a indagar. Ao contrário, ele ergueu sua homenagem em segredo e passou a fazer visitas todas as noites.

Até que um dia, Ray recebeu uma mensagem assustadora vinda da empresa. Eles predentiam reformar a área.

Durante anos, um pedaço de terra em Richmond, Califórnia, abrigou um memorial misterioso à beira da estrada. Ninguém tinha a menor ideia de quem o teria construído ou o mantinha, noticiou a rede NBC News.

Mas, na realidade, quem cuidava do memorial era Ray Olson. Por mais de 12 anos ele visitou o local todas as noites, para homenagear o filho, morto num acidente de carro ali mesmo.

Até que em 2016, Ray teve seu coração partido, quando soube que a área passaria por reformas.

Ray tinha certeza de que a Chevron haveria de derrubar o memorial, levando com ele suas lembranças do filho. Ele não poderia imaginar que a empresa decidiria construir um novo memorial no mesmo local. Mais ainda, que poriam uma placa em homenagem ao seu filho e um banco ao lado, para visitantes em luto como o próprio Ray.

“Nós dissemos a ele, ‘Este lugar é seu, Ray. Você não precisa mais vir à noite”, disse à rede NBC News Joe Lorenz, da Chevron.

 

Isso é que é empatia e compaixão. Compartilhe esta história, se ela tiver tocado o seu coração.