Garotinha está morta há 100 anos – mas quando você olha nos olhos dela, á um detalhe arrepiante

Com seu rosto angelical, cabelos loiros, bochechas rechonchudas e um laço amarelo no cabelo, Rosalia jaz em seu caixão de vidro desde 1920.

Parece que ela está apenas dormindo.

Quando vi suas fotos, senti como se ela ainda estivesse viva e quisesse dizer algo.

E isso é exacerbado por um mistério intrigante: os visitantes afirmam que seus olhos se abrem – e fecham – todos os dias.

O mistério de Rosalia fascinou milhares de pessoas ao longo dos anos e muitos procuraram desesperadamente a resposta. Que finalmente chegou.

Continue lendo para descobrir o segredo por trás deste mistério dos olhos de Rosalia…

Fonte: Wikimedia Commons/Maria Lo Sposo

Nascida em Palermo em 1918, a pequena Rosalia Lombardo tinha tragicamente apenas 2 anos quando morreu de pneumonia em 6 de dezembro de 1920.

Completamente devastado por sua morte, seu pai, Mario Lombardo, levou seu corpo ao famoso taxidermista siciliano Alfredo Salafia.

Seu corpo foi embalsamado e colocado em um caixão de vidro no convento dos Capuchinhos em Palermo.

O artigo continua após a foto:

https://twitter.com/CemeteryClub/status/1479788948926963715

Graças à maneira como seu corpo foi embalsamado, parece que ela está dormindo pacificamente. A menina agora ganhou o apelido de “A Bela Adormecida”.

O corpo de Rosalia permanece nas catacumbas do mosteiro até hoje.

Surpreendentemente, estudos revelaram que seus órgãos permaneceram quase completamente intactos e ela foi considerada uma das múmias mais bem preservadas do mundo.

E tudo isso é apenas uma parte da história que torna Rosalia uma menina muito especial…

O artigo continua após a foto:

https://twitter.com/SweetyGirl_2009/status/817609405818511360

Mas os pesquisadores italianos finalmente acreditam ter a resposta para o enigma.

“É uma ilusão ótica produzida pela luz que filtra pelas janelas laterais, que durante o dia está sujeita a mudanças”, disse o curador das Catacumbas dos Capuchinhos, onde Rosalia jaz, Dario Piombino-Mascali, de acordo com o Mirror.

Ele acrescentou: “[Seus olhos] não estão completamente fechados e, na verdade, nunca estiveram.”

Além disso, o segredo por trás da conservação tão impressionante do pequeno corpo parece estar no fato de que, para o embalsamamento, Alfredo Salafia usou produtos como zinco, ácido e álcool para preservar a pele de Rosalia.

Embora esta história continue a ser discutida, queremos pensar na pequena Rosalia, cuja vida foi interrompida aos dois anos de idade de uma maneira terrível.

Enviamos nossas orações àqueles que a conheceram e àqueles que estiveram ao seu lado.

O que você acha? Sinta-se livre para compartilhar seus pensamentos em nossa seção de comentários do Facebook.

Sair da versão mobile