Espancado pelo tio, bebê de 7 meses luta para sobreviver mesmo depois de desligarem as máquinas

Que ninguém nunca diga que Bobby Webber não é um lutador.

Em 2014, quando Bobby tinha apenas 7 meses de vida, ele foi violentamente agredido por Andrew Nolan, noivo de sua tia. Por quatro horas ele foi espancado e torturado , deixado em condições críticas e lutando por sua vida.

Seus pais, Barry e Elise, estavam em lua de mel quando esse incidente horrível aconteceu. Eles haviam deixado seus filhos com a irmã de Elise, a noiva de Nolan.

Os ferimentos de Bobby foram tão graves que Bobby foi colocado numa UTI. Seus pais foram aconselhados pelos médicos que a melhor coisa a fazer seria desligar os aparelhos. Eles acabaram por aceitar, não sabendo que o menino iria desafiar todas as probabilidades que estavam diante dele.

Quando Barry e Elise Webber foram em sua lua de mel, nunca poderiam ter imaginado o que aconteceria com seu filho Bobby, de 7 meses de idade. Eles haviam deixado os cuidados da irmã de Elise, que estava noiva de um homem chamado Andrew Nolan.

Uma tarde, a tia de Bobby levou seus irmãos mais velhos para assistir a um filme, deixando-o aos cuidados de Nolan.

Nolan, que era amigo da família há mais de uma década, começou a espancar e torturar Bobby, causando múltiplas fraturas no crânio, uma fratura na vértebra, marcas de mordidas em todo o corpo e genitália machucada.

Bobby foi levado às pressas para o hospital. Os médicos não esperavam que o garoto sobrevivesse e aconselharam seus pais – como diz o Daily Mail – a desligar os aparelhos.

No entanto, quando o fizeram, para espanto de todos, Bobby continuou respirando. Até hoje, ele continua fazendo progressos notáveis. Apelidado de “Bobby the Brave”, o pequeno superou quatro anos de obstáculos e ainda não parou por aí.

Como resultado de seus ferimentos, Bobby desenvolveu paralisia cerebral tetraplégica e deficiência visual, mas segundo sua mãe, ele nunca está triste.

“Absolutamente tudo o que Bobby faz me surpreende”, disse ela, de acordo com o Daily Mail Australia.

Vencendo as probabilidades

“A parte mais difícil é a constante mudança de posição. Ele não pode se sentar ou rastejar para chegar onde quer, ele precisa de nós para ajudá-lo ”, disse ela.

“Isso nunca para. Desde que Bobby acorda, há muita coisa envolvida. Nós damos a ele sua primeira rodada de medicação, o levamos para o banheiro. E ele quase consegue fazer tudo no banheiro – o que é incrível.

“É honestamente uma de suas maiores conquistas, e isso mudou muito para nós como família. Fomos informados de todas essas coisas, ele nunca faria nada disso, mas aqui está ele. Também vencendo a epilepsia.

Agora com 4 anos, Bobby vem derrubando todos os obstáculos colocados diante dele. Não só ele está vencendo a epilepsia (a última convulsão foi há três anos), mas ele também participa da torcida do Liberty Allstars todos os domingos – uma equipe composta de crianças com habilidades especiais.

“Isso deu a ele a oportunidade de participar de um esporte, assim não se sente como se fosse diferente”, disse Elise.

“Ele fica muito feliz quando vamos ao jogos do Liberty, sair em competições e ouvir todo mundo aplaudir por algo de que ele se orgulha. Foi maravilhoso para ele.

“Ele realmente responde muito bem à música e ao ambiente. Todos aqui se sentem familiares e amigos”.

Elogiar Bobby nunca será o suficiente. Este menino foi espancado e torturado por uma pessoa muito ruim que merece a sentença de prisão que lhe foi dada, e ainda continua a inspirar os outros com tudo o que faz.

Ajude a espalhar as incríveis realizações de Bobby.

Compartilhe este artigo no Facebook para desejar Bobby tudo de melhor no futuro!