Comissária acha bilhete com pedido de ajuda – e chama a polícia imediatamente

Para a maioria das pessoas, voar é uma experiência agradável; frequentemente associado férias ou viagens a passeio. Você pode estar a caminho de um feriado  repleto de sol, ou de uma viagem para visitar um membro da família ou amigo que não vê há muito tempo.

Infelizmente, isso não é verdade para todos.

Shelia Fredrick trabalha como aeromoça há vários anos e está acostumada a lidar com situações complicadas envolvendo passageiros em aviões.

No entanto, foi protagonista de algo que mudaria sua vida para sempre. Foi em um voo entre Seattle e San Francisco quando isso aconteceu.

Quando o avião atingiu a altitude de cruzeiro, ela notou um detalhe estranho…

Ela notou um idoso, bem vestido, sentado ao lado de uma menina loira em roupas surradas. Quando Shelia passou por eles, a garota chamou sua atenção e lançou-lhe um olhar. Shelia não sabia por que, mas parecia que o olhar da garota a perfurava profundamente. Nesse momento, ela teve uma sensação de urgência, de acordo com o Daily Mail.

Quando ela tentou falar com o homem, ele imediatamente ficou irritado e defensivo. Shelia começou a suspeitar que algo estava errado; que nem tudo era como parecia.

Logo após, ela decidiu ir ao banheiro e deixou lá uma caneta e papel. Ela esperava que a garota fizesse uso deles se precisasse de ajuda.

Então Shelia passou pela garota novamente e fez sinais para ela ir ao banheiro.

O bilhete

A moça seguiu as instruções e, quando Shelia voltou ao banheiro, achou uma mensagem escrita. Segundo o The Independent, a nota dizia: “Preciso de ajuda”.

Shelia ligou para as autoridades e quando o avião aterrissou, a polícia estava no local para levar o homem.

A menina tinha cerca de 14 anos de idade. Ela havia sido vítima de tráfico humano, tendo sido seqüestrada apenas dois meses antes.

Airline Ambassadors International

Em 2009, a comissária de bordo aposentada Nancy Rivard criou a organização International Airline Ambassadors. Ela treina atendentes para cuidar de vítimas de tráfico humano; ensinando-os a identificar sinais de socorro.

Atualmente, eles trabalham em conjunto com a Alfândega e a Polícia de Fronteiras dos EUA para combater o tráfico de seres humanos.

Foi em 2011 que a Shelia descobriu a garota. Depois disso, ela começou a trabalhar com a organização e agora recebeu treinamento especializado para ajudá-la no futuro.

“Há muitos sinais para estar atento”, diz Shelia.

Apenas algumas semanas após o incidente em questão, Shelia recebeu um telefonema da garota que salvou. As duas mantêm contato até hoje.

Números chocantes

A ONU estima que cerca de 1,2 milhão de crianças por ano sejam vítimas de tráfico. Meninos e meninas são explorados; expostos a mão-de-obra forçada, práticas sexuais e mendicância. Às vezes são transformados em crianças-soldados.

Estas são obviamente coisas que nunca podemos aceitar.

Shelia Fredrick, a flight attendant for Alaska Airlines, was working on a flight from Seattle to San Francisco when she…

Posted by A Mighty Girl on Sunday, 9 July 2017

Graças a Deus, Shelia estava atenta. Seu pensamento rápido e coragem ajudaram a salvar a vida dessa garota.

Por favor, compartilhe este post para aumentar a conscientização sobre um problema que ainda existe hoje. Ajude-nos a prestar homenagem a Shelia e a todos que trabalham para impedir o tráfico de pessoas.