Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Na primeira entrevista desde a morte do marido, viúva de Robin Williams revela as últimas palavras que ele disse

Faz mais de três anos que Robin Williams, tragicamente, tirou a própria vida.

Fãs por todo o mundo lamentaram sua morte e muitos acreditavam que a depressão e o abuso de drogas estavam por trás de seu suicídio.

Mas, de fato, havia algo mais na morte de Robin Williams.

Em sua primeira entrevista desde que o marido se foi, a viúva de Robin, Susan Schneider Williams, decidiu revelar a verdade sobre o que realmente matou seu marido.

No doloroso vídeo abaixo, Susan lembra as três últimas palavras que seu marido lhe disse antes de tirar a vida.

Robin Williams lutou muito tempo com uma doença degenerativa chamada demência com corpos de Lewy (DCL) antes de morrer em agosto de 2014.

Susan disse: “Foi essa doença que matou Robin. Foi o que levou a vida dele. A depressão era uma pequena ponta do iceberg do que estava acontecendo … realmente, mais do que superar a depressão era a ansiedade. E a ansiedade era enorme.

Os médicos deram a Robin três anos para viver, e sua vida não seria tranquila.

Robin estava lutando contra depressão, ansiedade e paranóia antes de sua morte.

Apenas uma semana antes de se suicidar, Robin planejava se internar numa clínica para passar por testes neurocognitivos.

No vídeo, você pode ver lágrimas de Susan enquanto ela lembra sua última conversa com o marido.

Robin entrou na sala e perguntou se queria uma massagem nos pés.

Mas Susan não sabia o que estava prestes a acontecer e recusou a oferta.

Ela nunca esquecerá seu olhar e olhos tristes.

Então ele saiu. Voltou ao quarto e disse: “Boa noite, meu amor”, e Susan respondeu: “Boa noite, meu amor”.

Eles eram suas últimas palavras para ela.

O aniversário da morte de Robin Williams sempre será um dia triste. Mas ele provavelmente não passou pelo inferno que seria se tivesse vivido os últimos estágios de sua doença.

É sempre triste quando alguém tira a própria vida. Mas às vezes eu entendo por que, embora eu pense que as pessoas nunca devam ir tão longe. Sempre há esperança, mesmo quando se sentir completamente desesperado.

Se você ou alguém em sua vizinhança estiver deprimido ou com tendências suicidas, entre em contato com um médico ou com a linha local de prevenção ao suicídio.

Compartilhe o artigo com seus amigos no Facebook se você também adorou Robin Williams e todos os seus loucos personagens.

“Mrs. Doubtfire” foi o meu favorito absoluto!

Publicado por Newsner. Por favor, curta.

 

Leia mais sobre...