Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Nove imagens que provam que a depressão não se vê na cara

A depressão é uma doença grave e, infelizmente, difícil de detectar.

Aqueles que sofrem de depressão lutam contra demônios internos. Apesar de muito difícil, as pessoas com depressão muitas vezes não demonstram ter o problema. Na verdade, você não adivinharia.

Essas fotos mostram exatamente isso.

Todos os dias, alguém tenta tirar a própria vida.

 

Uma pessoa pode se comportar alegremente, enquanto luta com seus demônios internos. Ela pode estar sorrindo, embora sinta que a alma está sangrando.

Eu conheci histórias desses indivíduos, que sofrem de depressão ou estão perto de alguém que tenha.

As histórias são um lembrete para todos nós que nunca devemos parar de falar sobre a doença. Que nunca devemos parar de perguntar aos nossos entes queridos como eles realmente sentem e entender que uma pessoa pode se sentir mal, mesmo que ele ou ela não mostre isso externamente.

Ainda: devemos desafiar os preconceitos e mal-entendidos que muitos de nós ainda possuem sobre a depressão.

Apesar de o rosto estar sorrindo, não significa que coração esteja.

Isso é importante:

“Você não se parece com uma suicida”… Eu lembro dessas palavras saindo da boca do médico depois de eu ter dito que estava pensando em suicídio. Lembro-me naquele momento que meu eu de 14 anos sentiu inútil, burro e envergonhado. Essas palavras quase custaram a minha vida. Em ambas as fotos, eu sou suicida, talvez não da mesma maneira, mas nesses dias eu tive pensamentos suicidas. Pare o julgamento. Pare o estigma”.

O cantor da banda de rock americana Linkin Park, Chester Bennington, cometeu suicídio em julho deste ano. Sua esposa mais tarde compartilhou essa imagem de seu marido. Como você pode ver, Chester parece bem, ele sorri e parece bem com sua família.

“Isso foi dias antes do meu marido tirar sua própria vida. Pensamentos suicidas estavam lá, mas você nunca saberia”, escreve sua esposa, Talinda Bennington.

Veja como a mãe de Rayna descreve a tentativa de suicídio de sua filha:

“Minha filha também. Na noite anterior dela parar no hospital, foi à festa de dia dos pais com o pai e se divertiram demais. Felizmente, ela ainda está viva hoje e aprendeu a lutar contra a sua doença. Ela tinha oito anos na época”.

“Esta foto foi tirada apenas sete horas antes de tentar tirar minha vida pela terceira vez. Foi feita pela manhã, fomos dar um passeio e comer com a Eli. Nós rimos e apreciamos o passeio. Naquela noite, tive uma overdose que me deixou no hospital por uma semana. Precisamos aprender como as tendências suicidas podem se apresentar para além da nossa ignorância”.

Agnieszka Ostrowska escreve sobre o namorado que escolheu tirar a vida. Ninguém na família sabia que ele não estava bem. E eu não os culpo. Como eu poderia, quando ele parece deste modo?

“Este é o meu namorado duas semanas antes de se enforcar. Nunca vou entender… “

Tasha Bernstein fala sobre seu filho, Gavin, que não viveu mais de 17 anos.

“Este é o meu filho, logo antes de ir ao seu computador para procurar como se enforcar. Dois dias depois, ele se foi”.

Aqui está o que Zoe tem a dizer sobre sua depressão:

“Esta é a depressão na nossa casa. Eu tentei me enforcar no sótão, mas a trava de madeira quebrou e eu caí por dentro da casa, alertando a família. Eu luto todos os dias. Meu marido tenta de tudo, mas não consegue me ajudar. Eu não entendo isso. Não sei por que não consigo me livrar disso. Eu tenho uma família maravilhosa. Sinto-me egoísta, perdida, doente e zangada comigo mesma. Estou tentando achar algo bom hoje para dar esperança para o amanhã. Hoje eu tento”.

Brittany compartilhou uma postagem honesta sobre sua doença, algo que você nunca adivinharia através dessa foto.

“Sim, é possível estar deprimido com uma criança. Ouvir que eu não tenho motivos para ficar deprimido porque estou com ela é ridículo, só faz com que eu me sinta pior. Alguém dizer  que tudo o que eu preciso é exercício e uma boa dieta só me faz querer dar um soco na cara da pessoa, mesmo que esteja com boas intenções. A depressão te impede de fazer coisas que você quer fazer porque é literalmente um desequilíbrio químico em seu cérebro “.

Esta última foto, eu acho, diz tudo. A mesma pessoa, dois rostos completamente diferentes – e uma doença.

“A depressão não tem um ‘VISUAL’. Posso me levantar, ter um ótimo dia e ainda ser suicida. Às vezes, os dias que “parecem ser” os menos deprimidos são os que sofro mais. A depressão não tem “face”. Parem com o estigma”.

Isso mostra que você nunca pode realmente ter certeza de como alguém está se sentindo, apenas com base em sua aparência.

Se você ou alguém próximo a você se sentir deprimido, procure a ajuda de um profissional. Vamos continuar a compartilhar o verdadeiro “rosto” da depressão até o estigma e os mal-entendidos acabarem!