Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Vamos prestar homenagem a Scout, um gato de rua que impediu Josh de se suicidar

Por mais que tenhamos uma capacidade incrível de nos recuperarmos de praticamente qualquer coisa, marcas de um evento estressante podem nos acompanhar por anos e anos.

Depois de servir em um país em guerra e voltar para casa, Josh Marino estava em muito mau estado.

Ele havia servido nas forças armadas durante a maior parte de sua vida e sofreu problemas físicos e mentais, incluindo PTSD.

Todos os dias ao acordar ele se sentia em um inferno. Josh tinha dificuldade para se concentrar em coisas cotidianas e foi ficando cada vez mais assustado e irritado.

Uma noite ele decidiu que era o bastante — e saiu para fumar seu último cigarro em uma noite de chuva.

Josh sentiu que estava pronto para acabar com sua vida — não havia como continuar vivendo.

Quando Josh se sentou do lado de fora, profundamente deprimido e determinado a acabar com a vida, ouviu algo se movendo nos arbustos fora da casa.

Um pequeno miado vinha dos arbustos e um gatinho apareceu.

“Ele simplesmente se aproximou e começou a esfregar-se contra minha perna e me deixou cuidar dele”, Josh disse a Mutual Rescue. “Eu acabei chorando, explodi em lágrimas. Talvez ele soubesse que havia algo com o qual eu não conseguia lidar.”

Depois desse dia, Josh começou a alimentar o gatinho e geralmente isso terminava com o bicho tendo uma longa soneca no colo dele.

Assim que Josh o chamasse, o gato vinha correndo. O ex-soldado começou a sentir que havia um propósito para sua vida e que o gato significava algo para ele.

Josh batizou o gato de Scout.

“Eu parei de pensar em todos os meus problemas”, continua Josh, “e comecei a pensar em todos os problemas dele”.

Um dia, quando Josh voltava de seu novo emprego, o gato tinha sumido.

Com o passar dos dias, o gato ainda não tinha sido encontrado e Josh começou a perceber o enorme impacto que o animal tinha em sua vida.

Era mais difícil do que pensava em não ter mais seu anjo — aquele que salvara sua vida.

Alguns meses depois, Josh e sua namorada foram ao Fort Riley Stray Animal Shelter para encontrar um gato para adotar.

Eles olharam para todos os gatos que precisavam de uma nova casa amorosa e de repente Josh viu uma patinha que ele reconheceu — e congelou.

“De repente, uma pequena pata preta e branca sai de uma caixa e começa a bater no meu braço esquerdo”, disse ele. “Olhei para dentro, e era o mesmo pequeno gato preto e branco. Abri a gaiola e retirei-o e o segurei.

Tudo acabou com Josh adotando Scout e levando-o para casa para que eles sempre pudessem estar juntos. E, como você pode imaginar, esses dois caras são inseparáveis!

Se você gostou de ler sobre a incrível reunião de Josh e Scout e do maravilhoso impacto um sobre o outro, compartilhe sua história com mais pessoas!

Publicado pela Newsner. Por favor, curta.