Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

As primeiras gêmeas com cores de pele diferentes do mundo cresceram: como elas estão hoje?

Donna Aylmer chorou de alegria quando ela descobriu que estava esperando duas gêmeas.

Porém, depois do nascimento, ela olhou com seriedade para as duas garotas recém-nascidas.

Uma delas, Lucy, tinha cabelos ruivos, olhos azuis e um rosto branco e sardento. A segunda, Maria, tinha pele escura, olhos marrons e cabelo preto encaracolado.

Como essas duas garotinhas poderiam ser gêmeas?

 

Todo mundo na família ficou chocado quando viu a diferença de aparência das duas gêmeas pessoalmente.

A situação deixou Donna e muitos outros perplexos – mas a explicação científica é bem simples.

Donna é parte jamaicana e parte britânica, enquanto o pai das garotas é britânico.

Lucy e Maria são gêmeas fraternas, o que significa que dois diferentes óvulos foram fertilizados por dois espermas diferentes.

Geneticamente falando, Donna, a mãe, tinha alguns genes compostos por características brancas e outros por negras, o que resultou em uma gêmea de pele clara e outra de pele escura.

Infelizmente, essa diferença de cor de pele levou a episódios de bullying e a uma educação difícil, especialmente para Lucy.

“As pessoas diziam que eu era adotada e chamavam-me de fantasma”, disse Lucy.

Maria, por sua vez, sonhava com ser mais parecida com Lucy durante a sua infância.

“Eu chorava frequentemente. Eu tinha cabelo enrolado. Eu queria o cabelo lindo e ruivo da minha irmã”, ela disse.

Hoje, as duas garotas são bastante diferentes – tanto fisicamente quando em suas personalidades.

Maria gosta de sair e é interessada em moda, enquanto Lucy é mais reservada e gosta de arte.

Mas apesar de serem opostas em vários sentidos, elas são próximas como os gêmeos costumam ser. Elas são melhores amigas e aprenderam a amar a si mesmas e as suas diferenças – com orgulho.

“Se eu tiver um filho um dia, eu espero que ela se pareça com a Lucy”, disse Maria orgulhosa.

Embora pareçam mesmo muito diferentes e não se vistam da mesma maneira, eu acho que elas compartilham o mesmo sorriso bonito.

É tão lindo ver como estão hoje essas adoráveis jovens!

Apesar de alguns contratempos, elas parecem ter uma ótima maneira de encarar a vida. E elas também são a prova de que o que conta é o que está por dentro!

Assista ao vídeo abaixo: 

Compartilhe a história de Maria e Lucy com seus amigos no Facebook. É realmente importante que nos lembremos que nunca devemos julgar um livro pela sua capa.

Publicado por Newsner. Por favor, curta.