Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Jovem morre em trágico acidente e, seis meses depois, a polícia encontra algo que passou despercebido

Em abril de 2015, a família Clark foi tragicamente abalada. Emily, a filha mais velha, de 20 anos, morreu de repente.

Ela e quatro amigos estavam a caminho de fazer um exame final na escola de enfermagem onde estudavam. Todos tinham futuros brilhantes à frente deles e estavam a apenas algumas semanas de se formar.

No entanto, o carro em que estavam colidiu com um caminhão. Emily e seus amigos morreram na hora.

 

A tristeza então tomou conta da mãe de Emily, Kathy, de seu pai, Craig, e de sua irmã mais nova, Hailey. Como eles ficariam sem sua amada Emily em suas vidas?

Como eles sabiam que Emily sempre gostou de tirar fotografias, rezaram para que a polícia encontrasse seu celular para que pudessem pelo menos ter mais fotos para se lembrar dela.

Mas quando a polícia vasculhou a cena do acidente, não conseguiu encontrar o telefone de Emily. E mesmo que achassem, as chances de que ele ainda funcionasse eram minúsculas.

Então, numa noite, de acordo com o Daily Mail, Hailey teve um sonho do qual não conseguia se esquecer. Ela sonhou que via o celular de Emily no local onde a irmã morrera – e ele ainda funcionava.

Emily contou a seus pais sobre o sonho e foi com eles até a cena do acidente, para ver se a polícia tinha, de alguma forma, esquecido o telefone de Emily.

Mas, infelizmente, a família voltou com as mãos vazias.

Depois de um tempo, os pais de Emily desistiram de encontrar o telefone. Mas Hailey sabia que ele ainda estava lá em algum lugar.

Então, um dia, seis meses após o acidente, o telefone tocou. Era a polícia. Milagrosamente, haviam encontrado o celular de Emily – e ele realmente ainda funcionava!

Ele estava cheio de fotos dos últimos dias de Emily, do namorado, dos amigos, da família e, claro, da própria Emily.

“Definitivamente, isto trouxe alegria ao nosso coração. Foi como se ela tivesse ganhado vida”, disse o namorado de Emily, Craig, à Inside Edition.

Nunca achamos que um ente querido que se foi possa continuar falando conosco, mas isso prova o quão errado nós estamos.

Por favor, compartilhe a história de Emily se você também acredita que os anjos são reais!

Publicado pelo Newsner. Por favor, curta.