Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Mãe compra um coelhinho de brinquedo para o funeral de seu recém-nascido – semanas depois os médicos não podiam acreditar no que viam

Quando Hannah Wicks e Steve McSween estavam esperando o nascimento da filha, o sentimento era de alegria e emoção. A barriga de Hannah cresceu normalmente, e faltavam poucos meses para que pudessem conhecer a filha.

No entanto, a gravidez não correu como esperavam. Na 25ª semana, Hannah sentiu muita dor e os médicos não podiam fazer outra coisa se não interromer a gravidez. Hannah tinha restrição de crescimento intrauterino e precisou passar por uma cesariana, ainda que fosse cedo demais.

Quando Poppy nasceu, ela pesava somente 360 gramas, e os médicos disseram a Hannah e Steve que ela não viveria por muito tempo.

No nascimento, Poppy não era maior do que uma bola de tênis e cabia facilmente na mão de seu pai. Ela precisava de cuidados 24 horas e os dois ficavam ao lado dela noite e dia.

E mesmo que tivessem acabado de se tornar pais, Hannah e Steve tiveram que se preparar para dizer adeus. Hannah até comprou um coelhinho para que Poppy não ficasse sozinha no seu caixão.

Mas os dias se tornaram semanas e semanas se tornaram meses e Poppy recusava-se a desistir. Com o passar dos dias, os médicos ficavam chocados com o desenvolvimento dela. E pela primeira vez, sentiram esperança sobre o seu futuro.

Poppy ainda ia durar neste mundo por muito tempo.

Embora Poppy ainda precisasse das máquinas de oxigênio, Hannah e Steve finalmente conseguiram levar sua filha ou, como eles a chamavam, seu pequeno milagre, para casa.

Clique no video abaixo para ver o milagre de Poppy! Dado quão forte ela tem sido até agora, tenho certeza que estará respirando sozinha em breve.

Poppy foi menor bebê de todos os tempos a sobreviver.

Compartilhe se você também acredita que todas as crianças são milagres!

Publicado pela Newsner, por favor, curta.