Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Transformação total: menina de 3 anos se liberta de tumor de quase 3 quilos

Aos 3 anos de idade, Melyssa Delgado Braga é uma menina feliz, como tantas outras em São Paulo.

Mas infelizmente, ela nasceu com um problema sério de saúde e teve uma vida muito dura, desde o início.

Por sorte, seus pais tomaram logo cedo a decisão de fazer de tudo para poder dar à filha a oportunidade de viver uma vida normal e saudável.

Mas nada disso seria possível sem a ajuda de alguns desconhecidos de coração de ouro.

 

Facebook/Caroline Delgado Braga

Logo depois do nascimento de Melyssa, os médicos detectaram um tumor no queixo dela, como conta o jornal The Daily Express.

Mesmo benigno, o tumor traria diversos problemas sérios de saúde. Ele continuou a crescer e, quando a pequena Melyssa estava com 3 anos, ela já não conseguia mais comer ou falar direito.

Facebook/Caroline Delgado Braga

O tumor gigante já tinha começado a afetar a circulação de sangue.

Como resultado, a pequena Melyssa começou a sentir-se muito fraca, constantemente cansada, sem ter forças para brincar com o irmão mais novo.

Com o tempo, seu sistema imunológico também começava a ser afetado.

Facebook/Caroline Delgado Braga

Os pais de Melyssa, Carol e Manasse, de 21 e 25 anos, respectivamente, já estavam desesperados. Parecia que ninguém era capaz de dar à menina a assistência médica que ela precisava.

Carol e Manasse cada vez ficavam mais impacientes e frustrados com os hospitais e não aguentavam mais ver a filha sofrer com aquele tumor. Eles também sentiam muita culpa, por não serem capazes de dar à filha uma vida melhor.

Facebook/Caroline Delgado Braga

Os dois decidiram tomar as rédeas da situação e começaram a fazer pesquisas on-line. Criaram um site onde contavam a história da filha.

O objetivo deles era tentar chamar a atenção das pessoas e angariar dinheiro suficiente para pagar pelo tratamento de Melyssa nos Estados Unidps. A dedicação e persistência deles logo daria frutos.

O médico Celso Palmieri, brasileiro radicado nos Estados Unidos, viu a história da menina na internet e ligou para os pais dela.

Facebook/Caroline Delgado Braga

Ele ficou emocionado com a situação da família. Palmieri e seu colega, Dr. Ghali, são especialistas em cirurgias da face, principalmente em crianças, no Shreveport Hospital, na Louisiana. Os médicos levaram a família para os Estados Unidos para o tratamento — as cirurgias e a recuperação seriam longas e dolorosas, e todos concordaram que Melyssa precisaria ter a família por perto durante estes momentos.

E não é tudo.

A Willis-Knighton Health System, uma organização sem fins lucrativos, concordou em pagar todos os gastos, incluindo as despesas de viagem.

Facebook / Shriners Hospitals for Children-Spokane

Os pais de Melyssa não conseguiam acreditar.

“Nós estávamos desesperados para salvar a vida da nossa filha”, contou a mãe ao The Daily Express. “Os médicos no Brasil disseram que a Melyssa ia morrer, porque o tratamento que podiam fazer seria agressivo demais com o sistema imunológico já fragilizado dela.”

Mas logo terminaria o sofrimento de Melyssa. Quando os médicos examiram a menina de 3 anos pela primeira vez, ficaram chocados em ver que se tratava de um tumor tão grande e complexo, que já começava a comprometer os dentes e a mandíbula da menina. Era como se fosse um parasita que se entranhava no corpo da menina.

A cirurgia seria consideravelmente mais difícil do que os médicos tinham imaginado — e havia chance de simplesmente não dar certo.

Facebook / Shriners Hospitals for Children-Spokane

Quando chegou o grande dia da cirurgia, a família toda se reuniu na sala de espera. O relógio estava rodando e, a cada minuto que passava, diminuíam as chances de sobrevivência de Melyssa.

Mas quando finalmente terminou a cirurgia — depois de oito longas horas, os médicos conseguiram remover o tumor de mais de 2,5kg. E tudo correu muito bem.

Melyssa poderia então começar um novo capítulo da vida dela. Quando acordou da anestesia, a menina mal podia acreditar no que via no espelho.

Facebook / Shriners Hospitals for Children-Spokane

A cirurgia deixou uma cicatriz significativa na bochecha de melyssa, mas a não ser por isso, ela está com a aparência mais saudável do que nunca!

Com certeza, ela se sente muito melhor agora — e este foi o melhor dia da vida dela e de sua família.

Poucas semanas depois, Melyssa conseguiu comer sozinha pela primeira vez na vida.

Facebook / Shriners Hospitals for Children-Spokane

Embora ainda haja um longo caminho até a recuperação total de Melyssa, a situação hoje é muito melhor do que antes.

Durante os próximos dez anos, ela precisará fazer visitas regulares ao médico, para garantir que o tumor não voltará.

Isso vai custar muito dinheiro, mas várias organizações sem fins lucrativos já se dispuseram a ajudar Melyssa até que ela esteja completamente curada.

Facebook/Caroline Delgado Braga

Melyssa é mesmo uma menina muito corajosa.

Graças ao empenho da família e de médicos experientes, foi possível lutar contra o tumor terrível que ameaçava a vida de Melyssa.

É incrível o que pode acontecer quando nós nos unimos e ajudamos uns aos outros.

Facebook/Caroline Delgado Braga

Melyssa e sua família agora podem levar uma vida feliz e com saúde — e isso enche meu coração de alegria. 

Não deixe de compartilhar essa linda história no Facebook, se você também quiser espalhar algumas mensagens positivas para os amigos!