Família acolhedora abre sua casa para um menino de 10 anos que ninguém quer – logo fica claro quem a criança realmente é

Família acolhedora abre sua casa para um menino de 10 anos que ninguém quer – logo fica claro quem a criança realmente é

Crescer em uma casa segura e cheia de amor está longe de ser algo garantido para várias crianças. As crianças geralmente têm um desejo, e é o de se sentir amadas em algum lugar. E é precisamente este motivo que levou Kevin e Dominique Gill a aceitarem crianças adotivas em sua casa.

Mas quando eles levaram o menino de 10 anos que ninguém queria, tudo em suas vidas mudou.

Foi em 2018 que Dominique e Kevin Gill aceitaram ser os pais adotivos temporários do menino chamado Andrew, na época de dez anos de idade.

Introvertido e agressivo

Andrew não teve contato com seus pais adotivos temporários, e através de sua criação havia pulado entre várias casas temporárias designadas a ele pelos serviços sociais. Não ter um local segura ou algo para chamar de “sua casa” tornou o menino de dez anos introvertido e ele não queria se abrir para ninguém.

Várias pessoas que encontraram o menino tiveram a impressão de que ele era emotivo.

Andrew foi descrito pelos serviços sociais como “bagunceiro”, e que ele facilmente ficava irritado.

Vários viram isso como um motivo para não adotar o menino, mas Dominique e Kevin queriam arrumar o rapaz. Eles sempre acreditaram que a segurança e o amor tornam as crianças boas pessoas.

Foto: YouTube/WBIR Channel 10

Andrew temporariamente se mudou como filho adotivo com o casal em sua vila em Nashville, no estado norte-americano do Tennessee. Lá, ele iria viver até que os serviços sociais encontrassem uma família que quisesse adotá-lo.

Era mais difícil dizer do que fazer, porém, já que ninguém queria Andrew, e o lar temporário também era apenas uma solução temporária. Assim como todas as outras vezes.

“Ele não queria falar”

Kevin e Dominique disseram ao WBIR Channel 10 que Andrew havia se isolado e evitava contato social a princípio. Ele apenas queria ficar sentado no seu quarto jogando computador. Ele costumava ficar irritado e quase dava chiliques.

“Durante sua primeira semana com a gente, ele ficou sentado em seu quarto com a porta fechada e olhava para fotos antigas. Ele não queria conversar”, os pais temporários de Andrew disseram em sua entrevista.

As semanas se passaram e Dominique e Kevin e seus filhos tiveram dificuldades com o aflito Andrew, que não queria aparecer para ninguém. Mas o simpático casal se recusou a desistir. Até mesmo se Andrew se irritasse, eles o tratavam com amor.

Começou a ver grandes mudanças

Em algum momento Andrew que havia se acalmado, começou a entender.

https://twitter.com/KBow5/status/1303066151514247168?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1303066151514247168%7Ctwgr%5E12c0b0c6484eb26ca0b030996bea5ccfbc26bb11%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fsv.stories.newsner.com%2Fnyheter%2Ffosterfamilj-oppnar-sitt-hem-for-10-aring-som-ingen-vill-ha-snart-uppdagas-det-vem-barnet-egentligen-ar%2F

O filho biológico do casal adotivo temporário inicialmente não tinha afinidade com Andrew, mas assim como seus pais acreditavam, ele também acha que todos merecem uma chance.

Logo ficou aparente que os meninos tinham muito em comum, e quando Andrew percebeu que sua família queria apenas o bem dele, ele abaixou a guarda.

Os meninos começaram a brincar como se fossem melhores amigos, e o filho biológico do casal também adorou.

Ninguém queria adotar o garoto

Depois de um tempo, os serviços sociais disseram que Andrew estava apto a se mudar para uma família adotiva permanente.

“Nossa atitude era que nós iríamos ajudar ele até ele encontrar seu lar permanente”, explica Dominique.

Andrew, encontrando a segurança em um lugar pela primeira vez em sua vida, teria que se preparar para se mudar mais uma vez.

“Mas após a segunda adoção não ter ocorrido, eu percebi que Deus havia posto Andrew em nossas vidas por um motivo. Deus se certificou de que a adoção não desse certo, para que ele pudesse voltar a nós”, diz Dominique.

O casal decidiu perguntar a Andrew se ele queria ser parte de sua família, e a resposta foi um retumbante ‘sim’.

Ouça a família contar a história do garoto que mudou suas vidas o vídeo abaixo.