Menina que morreu há 500 anos, médicos encontram um segredo sob sua pele que faz seus cabelos ficarem de pé

Quando uma pessoa morre, dizemos à sua família e amigos que ela será lembrada para sempre e que seu legado viverá para sempre.

Mas quanto tempo é para sempre? Cem anos? Trezentos anos? Quinhentos anos?

Quando uma garota Inca de 15 anos morreu há 500 anos, ninguém jamais imaginou que hoje veríamos seu rosto.

Quando seu corpo congelado foi encontrado em perfeitas condições em 1999, ele nos revelou alguns fatos interessantes sobre sua vida, morte e sobre o império Inca.

E não só isso, porque o que ela tinha dentro dela também poderia mudar o futuro da medicina…

Role para baixo para ler a história de “A Garota”.

Para nos imergirmos completamente nesta história, vamos voltar 500 anos no tempo.

Naquela época, o império Inca era o maior império da América antes de Colombo e sua influência se espalhou por toda a costa oeste da América do Sul.

Nos últimos anos, escavações arqueológicas têm revelado cada vez mais sobre a vida e a cultura do povo Inca.

Em uma escavação em 1999, foi encontrada uma jovem mulher chamada “A Garota” perto do topo do vulcão argentino Llullaillaco (6.739 m).

A Garota era uma jovem mulher Inca que morreu por volta dos 15 anos.

Muito provavelmente ela foi sacrificada e oferecida como um presente aos deuses pelo seu povo.

Quando foi encontrada, seu corpo congelado estava em perfeitas condições.

A Garota, como muitas outras crianças que eram sacrificadas pelos Incas, foi levada ao topo de uma montanha, onde lhe deram folhas de coca para mastigar e cerveja de milho para beber.

Mas ao contrário de outras crianças que eram espancadas até a morte ou sufocadas, algumas como ela eram deixadas lá para congelar.

https://twitter.com/deathclock_live/status/1584897056405323777

Quando foi feita uma autópsia nela, os médicos descobriram algo chocante.

A Garota tinha um aglomerado de coca entre os dentes, o que significa que a jovem de 15 anos estava gravemente intoxicada quando morreu, mas isso não é tudo.

Os médicos também descobriram que ela tinha uma infecção bacteriana semelhante à tuberculose.

O que isso significa? Acredite ou não, de acordo com os médicos, essa descoberta pode realmente ser um avanço na medicina moderna!

Descobriu-se que a descoberta desse bactéria poderia potencialmente ajudar a combater doenças novas ou emergentes no futuro próximo.

Portanto, embora pareça incrível porque essa garota morreu mais de 500 anos atrás… seu sacrifício pode em breve curar doenças que não existiam quando ela estava viva! Incrível!

Não perca o vídeo sobre A Garota e sua descoberta. Ele foi visto mais de 7 milhões de vezes no Youtube:

Não se esqueça de compartilhar este artigo com seus amigos no Facebook para que eles também possam se maravilhar com a história de A Garota!

Sair da versão mobile