Ladrão armado invade casa de Doris, de 99 anos, mas o que ela teve a sagacidade de dizer mudou tudo

É certo dizer que Doris Rucker Wasden, de 99 anos, teve um fim de semana tumultuado. Sua vida pacífica foi trocada por armas, ameaças e reféns.

Mas Doris, apesar de sua idade, ela manteve a calma. Ela nem sequer ficou assustada quando um homem armado invadiu sua casa.

“Eu acabei de limpar esta casa para a minha festa e você está arruinando isso. É melhor bota-la abaixo”, disse ela ao ladrão.

E, acredite ou não, Doris foi realmente capaz de resolver toda a situação.

Era tarde na noite de sábado, quando um homem armado entrou na casa de Doris Wasden em West Valley, EUA – onde ela mora com sua neta.

Doris tinha ido para a cama, e então não ouviu o ladrão em um primeiro momento.

Mas a neta de Doris, CJ Montoya e o marido, Jim Gabbard, acordaram com o barulho e foram investigar.

Foi Gabbard quem viu o homem e o estranho reagiu apontando uma arma para o rosto dele.

“Ele disse, ‘me dê as chaves do seu carro, ou eu vou matá-lo’, disse Gabbard à KSL.

Polícia foi chamada

Nesse ponto, a polícia – já procurando pelo bandido, que estivera envolvido em um tiroteio naquela noite – chegou à cena e ficou pronta do lado de fora da casa. No entanto, com pessoas presas lá dentro, eles não ousaram invadi-la para que o homem não começasse a disparar.

Um pouco antes, felizmente, tanto Gabbard quanto Montoya conseguiram escapar e sair da casa pela porta dos fundos, onde a polícia os recebeu.

Mas isso deixou Doris, de 99 anos, junto com o assaltante na casa.

O homem encontrou Doris em sua cama e a puxou para fora, jogando-a no chão. Felizmente, Doris não se machucou e conseguiu rastejar de volta para a cama.

Conversa tranquila

Quando o homem voltou para o quarto, tendo começado a revistar a casa, começou a falar com Doris com palavras muito duras. Devido à sua idade, Doris não conseguia entender o que ele dizia:

“Ele tentou falar comigo. Mas eu disse: ‘Não consigo te ouvir, não posso ouvir você’. Então ele percebeu que eu era uma mulher muito velha e até foi muito simpático comigo depois disso”, disse Doris a Fox 13.

O ladrão começou a vasculhar as coisas de Doris, procurando objetos de valor, então ela disse a ele algumas palavras.

“Ele estava revirando as gavetas, fazendo bagunça, derrubando coisas por toda parte e ela tinha a sua festa de 100 anos marcada para a próxima semana”, disse Gabbard. “E suas palavras para ele foram: ‘Eu acabei de arrumar esta casa para a minha festa e você está arruinando isso!’”.

Suas palavras firmes parecem ter tido um efeito retumbante, pois o homem nunca sequer tentou machucar Doris. Em vez disso, ele percebeu o erro que estava cometendo liberando-a para a polícia, mas não até que ambos tivessem passado duas horas juntos no quarto de Doris conversando.

De alguma forma, Doris foi capaz de convencer o homem de que o melhor era deixá-la ir. Às três da manhã, Doris saiu da casa, e o homem posteriormente foi preso por policiais.

“Meu irmão disse que eu salvei a vida do homem”, diz Doris.

Nenhum ferimento

Ninguém foi ferido durante o acontecido, nem no tiroteio ocorrido anteriormente na mesma noite. O agressor foi mais tarde identificado como um rapaz de 18 anos que escapou de uma casa de custódia.

Nem Doris nem sua neta dizem que estão bravas com o homem que entrou em sua casa. Eles simplesmente esperam que ele possa mudar de vida e voltar a ser um cidadão de bem.

Você pode assistir a extraordinária entrevista com Doris abaixo:

Que heroína foi Doris, por conseguir ficar tão calma em uma situação tão terrível, e continuar conversando com um jovem assaltante.

Por favor, compartilhe esta história, para que Doris possa ser reconhecida como deve ser!