Mãe fica ao lado de mal-educado em voo, até que desconhecido se levanta e intervém

Savannah Phillips, de 32 anos, adora viajar. Ela já voou muito durante sua vida até agora, e pensou ter visto de tudo. Mas não foi o caso há algumas semanas, quando teve uma viagem inesquecível – e assustadora. Para ela, parecia estar presa em uma terrível situação… a milhares de metros acima do chão.

Após o estranho voo, Savannah compartilhou sua história no Facebook – e por um bom motivo.

O plano era ir para Chicago, mas o voo dela fora adiantado. O motivo? Havia uma tempestade se formando e a companhia aérea não queria arriscar. Assim, os passageiros iriam decolar mais cedo do que o planejado.

Dado que era um voo incomum, quando eles embarcaram, ninguém tinha certeza de onde se sentar. Savannah sabia por experiência própria que preferia ficar no corredor.

“Eu sempre tento me sentar em uma fileira onde não tenha alguém do lado. Eu não sou a maior pessoa no avião, mas não sou a menor. Meu pior pesadelo é que alguém fique desconfortável porque tem que sentar ao meu lado”, escreveu Savannah em seu post no Facebook.

Ela, no entanto, acabou ao lado de um estranho. Mas nunca imaginaria o quão difícil seria esse encontro.

Posted by Savannah Phillips on Sunday, 4 December 2016

Assim que a aeromoça iniciou os procedimentos de segurança, Savannah viu o passageiro ao lado dela – um homem de 60 anos – pegar seu celular.

A tela era grande e brilhante, e ela estava perto o bastante para ver o que o estranho estava escrevendo.

Então ela percebeu que ele estavaenviando mensagens para alguém sobre ela.

“O telefone dele estava a uns 30 centímetros do meu rosto e ele começou a mandar mensagens para alguém que estava sentado ao lado de uma gorda malcheirosa”, diz seu post no Facebook.

“Eu nem sei o que o resto dizia. Eu virei minha cabeça para o lado. Fiquei chocada e foi como a confirmação das coisas negativas que penso em mim diariamente. Antes que eu percebesse, podia sentir lágrimas descendo pelo meu rosto. Eu chorei silenciosamente, esperando que esse cara não tentasse alguma conversa fiada, porque não confiava na minha reação e eu não queria ser expulsa do avião.”

I am only sharing this story of what happened to me today in hopes that the person who stuck up for me will somehow be…

Posted by Savannah Phillips on Monday, 14 May 2018

Foi então que outro passageiro, sentado na fileira atrás de Savannah, entrou em ação. Ele tinha notado algo de errado e não ia deixar o cara com o celular se safar. Ele imediatamente interveio.

O homem – chamado Chase Irwin – levantou-se do assento e deu um tapinha no ombro do homem. Savannah ouviu-o dizer: “Ei, eu preciso falar com você.”

Chase disse que ele se recusou a ficar em silêncio enquanto o sujeito escrevia comentários desagradáveis ​​sobre Savannah. Chase então disse que ele era cruel e precisava aprender a como tratar outros seres humanos.

Terminou com os homens trocando de lugar. Em vez do passageiro nocivo com quem inicialmente estivera ao lado. Savannah desfrutou de um voo com um herói. Ela começou a chorar e Chase deu-lhe um abraço para que ela se sentisse melhor.

“Chase não deixou que eu ficasse mal por conta daquele cara e que tudo ficaria bem”, diz Savannah.

Em seu post, ela também revelou que os dois continuaram a conversar pelo restante do voo, discutindo tópicos que vão desde os filhos de Savannah até seus trabalhos. A história se tornou viral quando uma emissora de televisão descobriu a história de Savannah no Facebook. Chase agora está sendo celebrado como o herói que ele realmente foi.

Compartilhe isso se você acha que é importante enfrentar bullies quando vir alguém sendo maltratado!