Mulher grita pedindo socorro — menino de 14 anos tem uma reação brilhante

Bravura vem em todas as formas e tamanhos.

É ótimo quando as pessoas mostram um pouco de coragem. Mas é ainda melhor quando ela se manifesta em ações inteligentes e calculadas – como no caso de James Persyn, de 14 anos.

Certa noite, ele estava cuidando dos seus dois irmãos mais novos – uma irmã de 11 anos e um irmão de dois anos – quando seu pai saiu para buscar sua namorada.

De repente, James ouviu batidas fortes na porta e uma mulher gritando em pânico.

“Ela gritou que morreria se eu não abrisse”, lembra James.

Com cuidado, o menino abriu a porta para encontrar uma jovem com hematomas por todo o rosto. Ela estava segurando seus braços perto de seu corpo – um deles estava quebrado.

Assim que James abriu, a mulher invadiu a casa e disse: “Temos que nos esconder! Tem alguém lá fora que me sequestrou e está tentando me matar.

James agiu rapidamente, trancou a porta, apagou as luzes e levou a mulher ferida e seus irmãos para o banheiro. Ele então se armou com um pequeno canivete e disse à mulher que chamasse o 911. Ele mesmo ligou para o pai e explicou as coisas, pedindo que voltasse para casa imediatamente.

Não demorou muito para que eles ouvissem um homem gritando, esmurrando a porta. Era Eric Ramsey, um criminoso de 30 anos que havia sequestrado a mulher e agora estava tentando matá-la.

Segundos se passaram e as coisas ficaram ainda mais assustadoras quando tudo ficou em silêncio.

Quando Ramsey não conseguiu forçar a entrada na casa, ele pegou gasolina e um fósforo. As crianças e a jovem esperavam ansiosamente no banheiro que a ajuda chegasse a tempo.

Felizmente, o pai de Jacob chegou à casa logo depois. Ele foi capaz de extinguir o fogo pouco antes da chegada da polícia.

A mulher foi levada para o hospital enquanto a família ficou em casa e tentava processar tudo o que havia acontecido. A polícia chegou mais tarde e informou que eles não precisavam se preocupar com o homem – ele havia sido baleado e morto.

James, junto com sua irmã, Acelin Persyn, foi saudado como herói. O chefe de polícia do condado de Isabella, Leo Mioduszewski, acredita que James salvou a vida da mulher.

Ele disse: “Se James não a tivesse deixado entrar, não há dúvida de que Ramsey a teria matado”.

O pai de James se orgulha do pensamento rápido e dos esforços corajosos de seu filho.

“Nós nunca pensamos nele como um herói”, disse ele, de acordo com a declaração da polícia.

“Mas eu continuo dizendo como estou orgulhoso dele.”

Curta e compartilhe para prestar homenagem a este jovem herói!