Pai mata filha de 6 anos antes de se matar – então a mãe faz algo inesperado no funeral

Perder um filho causa a dor mais insuportável para os pais e algumas feridas que nunca cicatrizam.

Para os pais cujo filho foi assassinado, morto por alguém que eles amam e confiam, é compreensível que a raiva e o ódio sejam profundos.

Nikki Flux-Edmonds chegou em casa e encontrou sua filha, marido e dois cães mortos. Três anos depois, ela ainda não entende por que o marido sentiu a necessidade de tirar a coisa mais preciosa da vida dela e depois tirar a própria vida.

No entanto, essa mãe corajosa e inspiradora encontrou forças para fazer algo bastante notável no funeral do marido, algo que é uma lição para todos nós sobre perdão.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10206507317066224&set=a.1221826630339&type=3

Nikki pediu ao marido para cuidar da filha de seis anos enquanto ela trabalhava.

Quando chegou em casa naquela tarde, tinha a visão mais terrível: a filha Keziah estava inconsciente no chão, ao lado do corpo do pai e do marido Darren, em sua casa na ilha de Wight, Inglaterra.

De acordo com o Daily Mail, Nikki foi vista saindo de casa em estado de choque depois de chamar uma ambulância, mas os paramédicos não puderam salvar a filha, ela morreu afogada.

Terapia cognitiva comportamental

De acordo com o Daily Mail, o marido de Nikki, Darren, usava antidepressivos e fazia terapia cognitivo-comportamental, mas “nenhuma ação foi tomada quando ele disse aos médicos que sonhava em matar sua família”, informou a publicação.

“Ele também estava convencido de que a esposa teria um caso, e sempre a acusava de estar mandando mensagens para outro homem, caso ela passasse muito tempo no banheiro”, contou o o Daily Mail.

Campanha sobre saúde mental

Apesar da dor de perder a filha pelas mãos do marido, Nikki canaliza toda a raiva para o sistema médico, que ela acredita ter falhado com ele.

“Não o odeio porque não entendo por que ele fez isso. E não sei o quanto de mim não entender o que ele estava sentindo causou isso”, disse Nikki, segundo o Daily Mail.

Quando chegou a hora do funeral do marido, Nikki enviou flores para o assassino da filha.

Ela até envia presentes para a família de seu marido todos os anos, como se fossem de Keziah, e coloca sua energia em campanhas em questões de saúde mental.

“Eu o defendo e luto para mostrar que ele poderia ter sido mais bem tratado. Ele era meu marido e minha filha poderia estar viva se isso tivesse acontecido”, disse Nikki.

Recentemente, Nikki criou uma organização sem fins lucrativos em homenagem à filha, chamada “Kezi’s Kindness”, que levanta fundos para ajudar crianças carentes, incluindo presentes de Natal.

Nikki é certamente uma mulher inspiradora; conseguir canalizar sua dor e trauma para algo que ajude outras crianças carentes é louvável.

Compartilhe esta história para prestar homenagem a essa mãe maravilhosa e corajosa.