Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Cachorro foge de casa todos os dias depois que dono morre: um dia, o filho do dono vai atrás dele

Infelzimente, eu sei como a morte de um animal de estimação pode ser devastadora.

Quando você viveu tanto tempo com ele, é normal ficar de luto, assim como seria se qualquer membro da família tivesse morrido.

E é claro, a dor é a mesma quando acontece o contrário, quando o cachorro perde o dono amado.

O cachorro Cesur perdeu o dono em janeiro de 2017. Depois de dois anos juntos, o dono, Mehmet Ilhan, de 79 anos, morreu.

O cachorro fiel ficou completamente devastado. Mehmet morreu no hospital próximo da casa deles, em Bursa, na Turquia. Por causa de uma doença, ele já sofria de paralisia há muitos anos.

 

“Por causa da paralisia do meu pai, eles tinham uma conexão diferente, mas muito especial. Quando meu pai foi internado, Cesur simplesmente parou de comer”, conta o filho de Mehmet, Ali, ao The Dodo.

Facebook/AliIlhan

Quando o corpo de Mehmet foi levado para casa para o funeral, o cão fiel ficou ao lado dele o tempo topo, recusando-se a sair dali.

Cesur foi acompanhando o cortejo até o túmulo e se sentou ao lado do caixão, de cabeça baixa o tempo todo.

Facebook/AliIlhan

“Ninguém consegui sequer tocar nele, até que meu pai fosse baixado à cova e enterrado”, lembra Ali.

Facebook/AliIlhan

 

Facebook/AliIlhan

 

Facebook/AliIlhan

Depois da morte do dono, Cesur foi viver com Ali, mas era óbvio que o cão ainda sentia muita falta do dono.

Facebook/AliIlhan

Depois de algumas semanas, Ali soube que Cesur fugia de casa todos os dias enquando ele estava no trabalho.

Um dia, ele decidiu ficar em casa e seguir o cachorro para ver aonde ele ia.

Cesur estava indo ao cemitério para visitar o túmulo do dono, todos os dias. Ali chegou mesmo a reconhecer as pegadas de Cesur marcadas no caminho.

Facebook/AliIlhan

“As pessoas que trabalham no cemitério me contaram que a primeira coisa que ele faz é ir visitar o túmulo do meu pai”, explicou Ali.

Facebook/AliIlhan

Embora ninguém saiba se algum dia Cesur vai deixar de sofrer, Ali vai, é claro, tomar conta do cão do pai.

“Cesur sempre foi um animal nobre. Ele vai viver comigo até o fim”, disse Ali.

Se você conhece alguém que diz que os animais não têm sentimentos, não deixe de compartilhar esta história com ele!

Publicado pela Bíblia dos Animais. Por favor, curta. 

 

Leia mais sobre...