Tweet about this on Twitter Pin on Pinterest Share on Facebook

Criança de dois anos morre depois de engolir uvas — agora a mãe quer advertir outros pais

Como também tenho filhos, posso dizer com segurança que meu pior pesadelo é que meu filho se vá antes de mim

É por isso que essa história realmente atingiu um ponto delicado para mim e partiu meu coração completamente.

Este pesadelo tornou-se uma realidade horrível e trágica para Emma e Mohammad, em Detroit, Michigan.

Eles perderam seu filho de dois anos depois de uma visita normal ao supermercado, em agosto deste ano.

A família tinha ido ao mercado para comprar comida. Eles nunca poderiam ter imaginado que o dia acabaria em desastre e em tragédia.

A mãe Emma Carver foi à imprensa para descrever o dia que mudou sua vida para sempre.

Seu filho de dois anos, Ayyan Umar, sentou-se no carrinho da loja enquanto a mãe o empurrava, e guardando as compras. Ela se virou por um curto momento para escolher um queijo, mas quando se virou e olhou para o filho, viu que seu rosto estava completamente azul. Ayyan tinha pegado algumas uvas e as colocou em sua boca.

Este não é um cenário impossível para quem é criança. Mas quando Emma viu a asfixia de seu garotinho, ela sabia que era sério.

O horror

As uvas estavam presas nas vias aéreas.

“Eu até joguei o queijo e depois comecei a bater nas costas”, disse Emma Carver à WXYZ TV.

Emma diz que repetidamente bateu nas costas com toda a força para tirar as uvas, mas não deu certo. Um cliente que estava na loja imediatamente chamou o 911, enquanto outro tentou dar reanimar a criança por quase sete minutos.

Quando os paramédicos chegaram, eles conseguiram tirar uma uva, mas era tarde demais – Ayyan tinha parado de respirar e estava morto. A segunda uva foi posteriormente removida pelos médicos no hospital.

“Eu sinto que é apenas um pesadelo e alguém vai me acordar”, diz o pai Mohammed enquanto ele explode em lágrimas. “Ele dorme no meu peito, eu o vejo em todos os lugares”.

O perigo das uvas

A família agora quer advertir os outros pais de quão perigosas as uvas comuns podem ser para crianças, particularmente na mercearia se você não estiver prestando atenção.

O Instituto Americano de Pediatria diz que crianças menores de quatro anos nunca devem consumir uvas inteiras – elas devem ser cortadas em pedaços.

Abaixo, você pode ver sobre o trágico incidente.

Por favor, ajude-nos a compartilhar o alerta de Emma e Mohammad para evitar que mais crianças tenham o mesmo destino trágico!

Publicado por Newsner. Por favor, curta.

 

Leia mais sobre...